Os UFO’s e a Alemanha nazista

 

Durante a Segunda Guerra Mundial, a política expansionista da Alemanha, era ao princípio baseada numa guerra convencional, utilizando sempre o rudimentar armamento disponível naquela distante época, tanto pelas tropas aliadas quanto pelas forças da própria Alemanha nazista.Em 1945, o eixo nazista foi derrotado, após a lamentável perda de milhões de vidas em ambos os lados. Porém, certas coisas, para além da compreensão da época, foram encontradas e devidamente confiscadas pelas atónitas altas patentes das forças norte-americanas e russas que invadiram a arrasada Berlim e os seus antigos centros militares e científicos.Essas coisas eram planos e esquemas técnicos, além das mais surpreendentes fotos, que mostravam uma cruel realidade: a Alemanha nazista estava prestes a dominar todo o planeta, mediante uma tecnologia situada para muito além do tempo e do próprio espaço!!!
Acredite, todas as fotos apresentadas, são, realmente autenticas.
Sim, é isso mesmo! O actual B2, ou Stealth, o temível avião invisível para os radares, dos EUA! Sabiam que é apenas uma mera cópia da tecnologia nazista, que já existia em 1945, da qual inclusive saiu a bomba atómica.

Mas agora reparem nesta velha foto. Que demonstra uma máquina voadora, com as mais avançadas tecnologias, desenvolvidas pelo Terceiro Reich, precisamente em 1945 e em pleno voo! Chocante, não é? Que lhe parece, não é semelhante, ou melhor dizendo, absolutamente IDÊNTICO à tecnologia apresentada no moderno B2 da maior potência actual? Que se pode pensar disto?

Diversos protótipos entraram realmente em operação e efectivamente funcionavam! Levando-nos a pensar no que poderia ter acontecido, se os aliados tardassem a ganhar a segunda guerra mundial, mais dois anos!

E da noite para o dia, coisas espantosas, começavam a cruzar os céus!
Os serviços de espionagem aliados detectaram que as indústrias bélicas da Alemanha tinham entrado num ritmo febril, numa intensa actividade de produção. Contudo, os nazistas corriam contra o tempo (ou talvez tivessem ocorrido traições internas e sabotagens) e assim perderam a batalha. Ao que parece, não houve tempo suficiente para a produção em larga escala desses artefactos do futuro, os quais, se devidamente empregados nos combates, poderiam ter mudado os rumos da Segunda Guerra Mundial e até mesmo os destinos do mundo!
Começavam a surgir, ainda em fase de testes, máquinas muito à frente daquele tempo, numa época em que o mundo ainda não estava pronto, nem preparado para isso!

E até existiu a espantosa montagem dum HELICÓPTERO SUPERSÔNICO, baseado numa tecnologia da qual falaremos mais à frente, e desprovido dos convencionais rotores de cauda e principal, capaz de realizar ascensão vertical de 800 metros por minuto, e atingir a altitude de 24.200 metros e velocidades acima de 2.200 quilómetros por hora! Chegando mesmo a voar em fase de testes, sob o comando do piloto Joachim Roehlike, em Fevereiro de 1944.!
Parece-lhe que tudo isto é fantástico demais? NÃO! Acredite que não! Na foto vêem o militar norte-americano Richard Cornwell, que foi investigador do Serviço de Contra Inteligência do Exército dos EUA (CIC) durante a Segunda Guerra Mundial, o qual revelou ter pessoalmente examinado uma aeronave nazista em forma de cilindro, desprovida de asas e com cerca de 300 pés de comprimento (conforme observou, “muito maior do que um submarino aliado”), destinada, segundo documentação associada, ao transporte de suprimentos, materiais diversos e pessoal… Imaginem, para a LUA!!! Tal sensacional e inusitada descoberta foi efectuada nas profundezas das instalações subterrâneas ultra-secretas, situadas nas Montanhas de Harz. Os cientistas nazistas, contudo, removeram o sistema de propulsão da nave, bem como alguns equipamentos desconhecidos, notadamente no painel de controlos, antes de abandonarem aquelas instalações. Segundo Cornwell, essa portentosa nave era confeccionada numa estrutura peculiar, muita fina, composta por um material desconhecido, dotado de uma rara aparência cinzento-esverdeada semelhante ao vidro!!! Detalhe curioso: a insólita nave espacial não ostentava quaisquer insígnias do Terceiro Reich, como seria de praxe. Cornwell foi obrigado por agentes governamentais dos escalões superiores a silenciar durante muitas décadas tudo o que sabia sobre o caso.
No cenário da guerra, máquinas voadoras fantásticas, e além disso situadas muito além do seu tempo e da sua época, começavam a cruzar intensamente os céus da Alemanha e também a preocupar os serviços de espionagem das forças aliadas. Alguma coisa muito estranha estava acontecendo. E essas coisas muito estranhas, de facto aconteceram, e hoje estão renascendo no seio das grandes potencias.
Simplesmente fantástico, uma realidade assustadora: essas aeronaves dos sonhos e pertencentes a um futuro ainda não alcançado voavam através de meios de propulsão desconhecidos, sem serem dotadas de motores convencionais!
A Alemanha nazista estava também dezenas de anos à frente das nações mais tecnológicas do planeta, desenvolvendo artefactos bélicos, dos quais somente HOJE nos aproximamos, e mesmo tratando-se de meras cópias dessa tecnologia, desenvolvidas exactamente por alguns cientistas alemães que após a guerra “se passaram” (um subtil eufemismo de “capturados”) para o lado dos americanos e dos russos. A Alemanha foi a pioneira no desenvolvimento e na montagem dos aviões a jacto e supersónicos, dotados de asas-delta, como por exemplo, a da foto, que inclusive era capaz de decolar e aterrar verticalmente. Hoje emulado pelos caças Harrier, muito empregados pela Grã-bretanha nos seus porta-aviões!
As tropas aliadas surpreenderam-se, quando as suas artilharias antiaéreas com muita dificuldade começavam a abater certas máquinas voadoras não-convencionais. Que, por sinal e teoricamente, não deveriam existir. E além de tudo situadas mais de 50 anos….. NO FUTURO!!!
Os detalhados esquemas técnicos que caíram nas mãos dos vencedores (fotos) serviram, aliás, de base aos desenvolvimentos militar e científico de TODOS os países do bloco aliado na Segunda Guerra (EUA, Rússia, Inglaterra etc.), aproveitando-se todos eles, duma tecnologia que não deveria existir em 1945!

Protótipo duma tecnologia muito avançada para a época e que não deveria existir, em 1945.

Como poderiam ter imaginado assim tão longe os projectistas e os cientistas da Alemanha nazista……
E até mesmo anteciparam os modelos dos nossos modernos “Transbordadores Espaciais, tais como os do tipo Chalenger, utilizados pela NASA!
Mas o mais incrível vem a seguir:
Tente analisar friamente os próximos esboços.
Os esquemas técnicos confiscados dos HAUNEBU.


Os esquemas técnicos confiscados mostram as diferenças entre os diversos tipos de naves UFO da Alemanha nazista. Existiram, todavia, outros modelos muito mais aperfeiçoados.

Protótipo duma tecnologia muito avançada e que não deveria existir, em 1945, década que em termos tecnológicos generalista, fui muito tosca. Então de onde apareceu tudo isto?
Do papel para a realidade foi um simples pulo! Estranhas naves circulares, verdadeiros UFOs, começavam a ganhar os céus daqueles remotos tempos! E outras muito mais avançadas como os VRIL, voaram por fim nos céus da Alemanha nazista.

E nesta espantosa foto, um aperfeiçoado VRIL-7 utilizando o que os nazistas chamavam de “O Raio negro” ou “O Raio da Morte” ; em outras palavras, nada menos que o LASER!!! Como é que eles conseguiram tal arma? Por mais brilhantes que tenham sido os seus cientistas, tal tecnologia não estava disponível. Simplesmente não era possível ou sequer sonhada naqueles velhos tempos! Após o término da guerra, em 1945, oficiais dos serviços de inteligência americanos e soviéticos começaram a rastrear esses espectaculares avanços científicos e tecnológicos da Alemanha nazista. Uma vez que foram realmente descobertos nas bases militares alemãs uma sofisticada aparelhagem associada à tecnologia dos Raios Laser, o Departamento de Guerra dos EUA decidiu que aquele país deveria não somente controlar tal tecnologia, como também utilizar os cientistas que trabalharam no seu desenvolvimento, de modo “A assegurar que a América tivesse a plena vantagem desse significativos avanços que eram vitais à sua segurança nacional”. E mais: uma correspondência expedida pelo General Hugh Knerr, Comandante das Forças Estratégicas na Europa, dizia textualmente: – “A ocupação das bases científicas e industriais da Alemanha revelou factos extremamente alarmantes em muitos campos de pesquisas. Se não aproveitarmos essa oportunidade para capturar os aparatos e os cérebros que os desenvolveram, e colocá-los ao nosso serviço imediatamente, ficaremos muitos anos atrasados tentando cobrir um campo já explorado”.

E veja o que diz a frase desta sensacional foto: “Uma gigantesca nave alemã caçada por um P-51. 11 de Maio, dois dias após a rendição total da Alemanha”. Isso prova definitivamente que os UFOs nazistas, de facto, seguiram todos eles depois da guerra para locais ignorados e secretíssimos de modo a não caírem nas mãos das tropas aliadas.

Maquina que os alemães designavam por HAUNEBU, em pleno voo, os Discos Voadores do Terceiro Reich, os quais, no entanto e por razões ignoradas, não chegaram a ser empregados nos combates.

Aqui, um VRIL, um aperfeiçoamento dos Haunebu, quando decolava diante de um automóvel. Note-se o paradoxo, no que respeita ao choque brutal de tecnologias. A grosso modo, o mesmo que compararmos uma carroça com um potente Ferrari, ou seja, temos aí um automóvel da década de 40, e mesmo em frente uma máquina proveniente do futuro!

E nesta outra, uma bela moça alemã; possivelmente cientista ou militar, passando diante de uma nave do tipo VRIL pousada numa base secreta.
Era assim que os nazis imaginavam as suas frotas de guerra.
Um importante original documento em alemão. Nele se pode ver uma lista de dados técnicos sobre os primeiros discos voadores, os HAUNEBU I. Documentos como este os aliados recuperaram às centenas.
Quando o grande conflito mundial terminou e com a derrota do Eixo, os cientistas nazistas (teoricamente, mas só teoricamente, os responsáveis directos pelo emprego dessa ciência futurista) foram disputados pelas grandes potências aliadas; sendo um grande número deles levados para os EUA e a antiga União Soviética. Na velha notícia italiana, podemos ler, logo acima da foto de um UFO: “Torna-se a falar das armas secretas nazistas. A Rússia tem a chave do prodigioso segredo”.
O intrincado enigma dos UFOs permaneceu por muito tempo após o término da Segunda Guerra. Na capa dessa revista, datada de 1957, vemos algumas atônitas testemunhas observando as evoluções de um deles.
Sim, muitas coisas surpreenderam no Terceiro Reich. Os temidos UFOs, contudo, estranhamente não chegaram a ser empregados nos combates. E se isso tivesse acontecido, a supremacia da Alemanha nazista seria evidenciada e por conseguinte provavelmente teria dominado todo o planeta!!!
As fotos e os testemunhos em relação a este tecnológico segredo, existem! E as forças aliadas somente tomaram conhecimento deste perigo potencial no término da guerra, do contrário teria sido tarde demais e o mundo estaria hoje totalmente alterado se essas máquinas poderosas e invencíveis tivessem sido empregadas! Por que não o foram? Este é um grande mistério, até hoje sem resposta. Sabe-se, todavia, que várias delas foram para Neu-Schwabenland; uma base subterrânea altamente secreta dos nazistas situada nos gelos eternos da Antárctica, onde se teriam igualmente refugiado todos os cientistas e altos dirigentes do nazismo, e até mesmo, pensa-se, o führer Adolf Hitler, cujo suposto suicídio teria sido uma farsa!
E não se tratou de qualquer farsa, ou mesmo manobra intimidadora de propaganda. Essas máquinas, milhares de anos à frente da nossa civilização, voaram de facto atingindo velocidades assombrosas, e efectuando manobras que contrariavam todas as leis conhecidas da Física!
Dizem que tudo teria começado quando, em 1937, um autêntico UFO pousou em território alemão, conforme atestam os registros da época. O que se seguiu é um enorme mistério. Mas não é muito difícil de adivinhar. Nesta foto, vêem uma base militar secreta nazista durante o período da Segunda Guerra Mundial, na qual um enorme Disco Voador, feito aqui mesmo na Terra, é observado e inspeccionado pelos militares e cientistas alemães envolvidos neste ultra-secreto projecto tecnológico. E teria sido isso mera manobra de propaganda, ou eventualmente uma fraude? NUNCA! Primeiramente porque as forças aliadas somente tomaram conhecimento desta incrível existência, quando a guerra terminou. E por parte da Alemanha jamais houve qualquer divulgação ou tentativa de intimidação mediante o uso dessa tecnologia.
Essas coisas voavam de facto! Esta foto foi tomada da cabine de um avião militar nazista, e mostra um Haunebu (como se denominava tal insólito projecto) vertiginosamente se deslocando através do ar.

Os estonteantes planos do VRIL que caíram nas mãos das tropas aliadas logo após o término da Segunda Guerra Mundial, (1945), até hoje são indecifráveis e sobretudo incompreensíveis para os nossos padrões actuais de conhecimentos científicos e tecnológicos. É decididamente coisa do ano 3000, ou quem sabe muito mais que isso!!! Note-se que o Disco Voador nazista era baseado em esferas rotativas, tendo ao centro uma espécie de rotor, ou possivelmente um reactor não identificado! O que mais preocupava os supostos vencedores da guerra foi que nenhum desses UFOs nazistas fosse capturado pelas forças aliadas….. Foram quase todos levados para a colónia de Neu-Schwabenland, na Antártida, ao passo que alguns outros possivelmente para Akhakor; ruínas de uma perdida civilização em plena selva inexplorada da Amazónia Brasileira! Por uma questão de mera conveniência, e sobretudo justificado temor, todo os comandos militares das grandes potências mundiais, logo após o retumbante fracasso da Operação High Jump, resolveram não mais incomodar Neu-Schwabenland.
Porém, além dos UFOs foram desenvolvidas pelo Terceiro Reich certas coisas, que HOJE (mais de 50 anos depois) aparecem em poder das grandes potências, e nada mais são do que meras cópias do poderio militar alemão. Aliás, foram mesmo os seus cientistas, levados para os EUA e URSS, que possibilitaram com os seus conhecimentos a evolução da Aeronáutica e da conquista espacial!
De facto, os bastidores da História escondem enormes segredos no que tange ao extraordinário e extemporâneo poderio bélico e tecnológico da Alemanha nazista. Adolf Hitler, que nem alemão era, repentinamente assume o poder ditatorial e implementa a sua política de expansão militar. Extremamente voltado ao Ocultismo, era ligado a uma certa seita pervertida de monges tibetanos. Costumava acordar em transe, durante as madrugadas, dizendo que tivera contactos com uns tais “superiores desconhecidos”, os quais lhe ordenavam a conquista do mundo. Aliás, os altos dirigentes do nazismo costumavam realizar certas cerimónias secretas de iniciação nas altas montanhas do Tibete. A Cruz Suástica, um antigo símbolo de evolução, foi utilizada como escudo pelo nazismo com a sua rotação invertida, significando portanto involução e morte. Em 1923, quando Hitler era um simples desconhecido, certa noite ao sair de uma cervejaria encontrou-se com um autêntico monge tibetano, cujo nome seria Aub e pertencente a um mosteiro chamado Tulung Tserpung, um foco de magia negra situado em Lhasa, que juntamente com um astrólogo desconhecido o levaram a uma certa residência na qual foi iniciado nas ciências ocultas pervertidas.
Por certo, os antigos mosteiros do Tibete também guardam segredos muito poderosos de inúmeras civilizações perdidas, ou quem sabe antigas colonizações da Terra, com as quais nem sequer sonhamos que tenham existido. Pode ser que daí tenham vindo os fantásticos conhecimentos tecnológicos, obtidos e copiados através de MILENARES REGISTROS E DOCUMENTOS, que eventualmente proporcionaram o grande salto militar do Terceiro Reich. Aliás, o nazismo que se transformou numa sociedade secreta, comprovadamente enviou expedições secretas, em busca sabe-se lá de quê, aos grandes centros iniciáticos e de força do planeta; como por exemplo a América do Sul, Índia e Egipto. Lembremos, por oportuno, algo bastante subtil: Rudolf Hess, o por assim dizer “braço direito” de Hitler; vejam que coisa marcante, não era alemão mas, sim EGÍPCIO! Contudo, algo muito estranho e verdadeiramente assombroso ocorreu em 1945, logo após a queda de Berlim: as forças aliadas capturaram nada menos que vários monges tibetanos da seita “Barrete Vermelho” nas proximidades do palácio montanhês de Hitler, situado na costa de Obersalzberg. Logo trancados numa cela de segurança máxima, os estranhos visitantes foram vigiados por soldados fortemente armados e apenas aguardando um intérprete que os fizesse “soltar a língua” e revelar o quê estariam fazendo na Alemanha. Em plena madrugada, porém, todos eles literalmente desapareceram da cela fortemente trancada e sob as vistas dos atónitos guardas. Seriam mesmo monges tibetanos?
Muito mais se poderia dizer sobre este segredo, do qual só agora se começa falar. Existem centenas de fotos e documentos, que por falta de espaço e tempo não divulgo, mas pense sinceramente no que acabou de descobrir.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Segunda Guerra

2 Respostas para “Os UFO’s e a Alemanha nazista

  1. Eu tive um ovni sobre meu carro quando em viagem pela Argentina na região de Curuzu Kuatia -Corrientes e visualizei um ufo em Gravatai-RS.Moradores desta região disseram ser comum estas aparições.

  2. DarkNinja

    Eu acredito pois ja vi um uma vez e outras coisas que se eu mesmo nao tivesse visto eu nao seria capaz de acreditar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s