Os 10 piores métodos de execução

Desde que começamos a escrever a história da nossa raça, o homem tem freqüentemente causado desordem e desobediência às suas próprias leis, fazendo com que surgam assim métodos punitivospara aqueles que desobedecem. Porém esses métodos por vezes mostraram-se degradantes e cruéis. Esta é uma lista dos métodos mais drásticos de execução de história.

10. Touro de BronzeTouro de bronze

O Touro de Bronze foi inventado por Perilaus de Atenas (um trabalhador de bronze), no século 6 A.C. e foi oferecido para Phalaris, tirano de Agrigento, como um presente. Era um touro de bronze de grandes dimensões que era completamente oco por dentro, com uma porta ao lado. porta esta grande o suficiente para um homem entrar. Uma vez que o homem estava dentro do touro, era acesa uma espécie de fogueira por baixo para o então condenado assar até a morte. Na cabeça do touro, Perilaus colocava uma série de tubos que foram desenhados para amplificarem os gritos da vítima e fazê-los soar como o rugir de um touro.

Curiosamente, Perilaus foi a primeira pessoa a sentir a dor do Touro de Bronze. Perilaus, o criador da engenhoca convenceu Phalaris a entrar no touro para testar a sonoridade. Perilaus foi retirado do Touro antes de sua morte. O Touro de Bronze se tornou um dos métodos mais comuns de execução na Grécia Antiga.

9. Pendurado e EsquartejadoTortura.jpg

Pendurado e esquartejado era a forma comum de punição na Inglaterra para o crime de traição que foi considerado o pior crime que poderia cometer. A punição era aplicada somente para os homens – mulheres, consideradas culpadas de traição eram queimadas na fogueira. Inacreditavelmente, o castigo permaneceu como lei até 1814.

Na primeira fase da execução o condenado deveria ser amarrado a uma armação de madeira e puxado por um cavalo até o local de sua morte. Em seguida, o criminoso seria pendurado, até que estivesse quase morto. O criminoso seria então retirado da forca e colocado sobre uma mesa. O carrasco, então desmembrava a vítima, e queimava as suas vísceras na frente de seus olhos. O condenado geralmente ainda estava vivo nesse momento. A pessoa, então, seria decapitada. A prática normal era enviar as cinco partes do corpo em várias áreas onde eles seriam colocados em exposição em uma forca como um aviso para os outros.

8. QueimaFOGUEIRA

A queima na fogueira era normalmente feita de duas maneiras. No primeiro método, a vítima era levada para o centro de uma parede de paus e palha e amarrada a uma estaca, após o qual o espaço entre o criminoso e a parede seria preenchido com madeira. Acredita-se que esta é a maneira em que Joana d’Arc foi queimada. O outro método foi a pilha paus e palha.

Quando realizada por um carrasco qualificado, a pessoa iria queimar nesta seqüência: panturrilhas, coxas e mãos, tronco e antebraços, peito, peito, rosto, e finalmente a morte. Se um grande número de pessoas estivessem a ser queimadas, ao mesmo tempo, a morte poderia ocorrer por meio de envenenamento por monóxido de carbono antes que o fogo a matasse. Se o fogo fosse pequeno, o condenado poderia morrer de choque, perda de sangue, ou pelas queimaduras.

Em versões posteriores desse método, o criminoso seria enforcado até a morte e depois queimariam simbolicamente. Este método de execução foi usado para queimar as bruxas na maior parte da Europa.

7. Chi LingChi Ling Torture

Chi Ling – Execução por corte lento – era praticada na China até que foi proibido em 1905. Na execução, o criminoso era lentamente cortado em pedaços. Começava-se por cortar os braços, pernas e peito, até que finalmente era decapitados ou apunhalado no coração. Algumas dessas execuções poderiam levar dias. Uma testemunha ocular e Henry Político Norman, descrevem a execução da seguinte forma:

O criminoso está preso a uma cruz grosseira, e o carrasco, armado com uma faca afiada. Ele começa por agarrar um punhado das partes carnudas do corpo, como as coxas e os seios, e corta-os fora. Depois disso, ele remove as articulações e as excrescências do corpo um por um: o nariz e as orelhas os dedos das mãos e pés. Em seguida, os membros são cortados: os pulsos e os tornozelos, cotovelos e joelhos, os ombros e quadris. Finalmente, a vítima é esfaqueada no coração e sua cabeça cortada.

6. Quebrador de JoelhosQuebrador de joelhos

Esse aparelho é composto de placas paralelas, em algumas delas poderiam ter cones metálicos bem afiados, em cada uma dessas placas havia uma espécie de parafuso nas extremidades, o instrumento era "encaixado" no joelho, e apertado, com isso esmagava a carne, ossos e músculos, sem contar que as que haviam os cones metálicos faziam um ferimento profundo.

5. Cadeira de TorturaCadeira Tortura

Esse método não precisa explicações. A imagem revela tudo que se precisa saber.

4. Flayingcambysesflayinggerard_1

Execução por Flaying é quando a pele do criminoso é removida do seu corpo com o uso de uma faca bem afiada. As tentativas são feitas para manter a pele intacta. Este é um método muito antigo de execução. Há relatos de assírios que retiravam a pele de um inimigo capturado ou governante rebelde e cravava-a na parede de sua cidade, como advertência a todos os que queiram desafiar seu poder.

3. Necklacingnecklacing2008

Necklacing é um tipo de execução em que um pneu de borracha ,cheio de gasolina,  é colocado sobre os braços e o peito da vítima, e incendiado. Era uma prática comum na África do Sul durante a luta anti-apartheid, 1980 e 1990.

2. Berço de JudasBerço de judas

Esse instrumento era uma espécie de pirâmide pontiaguda, a vítima era pendurada por uma corda, com as pernas levemente aberta. Dependendo do afrouxamento rápido ou lento da corda, pelo executor, fazia com que o peso do corpo pressionasse e ferisse as partes íntimas, causando imensa dor.

1. Serraçãoserrar

Na execução por serra, o criminoso seria pendurado de cabeça para baixo e uma grande serra era usada para cortar o seu corpo ao meio, começando com a virilha até a cabeça. Devido ao fato da pessoa estar pendurada de cabeça para baixo, o cérebro recebia sangue suficiente para mantê-los vivos até que a serra finalmente chegasse aos principais vasos sanguíneos no abdômen. Este método de execução foi utilizada no Oriente Médio, Europa e partes da Ásia. Foi usado também no Império Romano e era considerado a punição favorita do imperador Calígula.

Todos esse métodos revelam o qual desumanos nós podemos ser. Durante anos homens tem matado seus semelhantes em ao menos refletir nas trágicas consequências desses aos. Uma vergonha para a história da humanidade.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Bárbaros

2 Respostas para “Os 10 piores métodos de execução

  1. the victor

    hump
    O ser humano é a maior monstruosidade que
    existe
    verdadeiramente
    ás vezes sinto vergonha e amargura por ser um…

  2. “O Homem é o lobo do Homem” , como pode, o ser humano ser tão maquiavélico a ponto de levar seu próximo e semelhante a um vexame púnico cruel e desumano, sinceramente somos a pior especie da terra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s